HIPERATIVIDADE E DÉFICE DE ATENÇÃO

DRª TERESA PISCO / Drª Filipa Bento

A Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção (PHDA) é uma perturbação neurocomportamental caracterizada por dificuldades ao nível da atenção, da hiperatividade e/ou da impulsividade. Determina-se por elevada atividade motora, impulsividade e dificuldades de manter a atenção/concentração por longos períodos de tempo. Habitualmente os seus sintomas influenciam negativamente a aprendizagem escolar e/ou o desenvolvimento sócio afetivo.

 

ALGUNS EXEMPLOS DE SINAIS E SINTOMAS:

Dificuldade de prestar atenção a pormenores e para se focar num só estímulo; esquecimentos frequentes; não consegue acompanhar instruções; distrai-se facilmente; não consegue ficar sentado muito tempo; mexe muito as mãos, pernas e pés; tem dificuldade em esperar pela sua vez e interrompe os outros; dificuldades de organização; entre outros.

 

PÚBLICO-ALVO:

Este tipo de acompanhamento dirige-se às crianças ou jovens cujos critérios diagnósticos vão de encontro ao quadro sintomatológico. O treino é focado no controlo da atividade motora, impulsividade, atenção e concentração, dependendo do caso.

 

INTERVENÇÃO:

A intervenção é construída a partir do diagnóstico, sendo assim adaptada a cada caso. O foco será principalmente em programas comportamentais, estratégias adequadas à estimulação das carências apresentadas, com atenção aos vários contextos onde a criança se insere (e.g., família e escola). Estaremos sempre atentos à evolução ao longo das sessões, para reavaliarmos se existe necessidade de mudança de foco e a continuidade do acompanhamento. As sessões têm uma duração média de 50 minutos, e a periodicidade dependerá de cada caso. Este tipo de acompanhamento é, normalmente, desenvolvido individualmente.

Estamos à sua espera...